sábado, 17 de maio de 2008

Já tinha saudade

"Na terra há tristeza dentro das coisa bonitas.
-Isso é por causa da saudade- disse o rapaz.
-Mas o que é a saudade?- perguntou a menina do Mar.
-A saudade é a tristeza que fica em nós quando as coisas de que gostamos se vão embora"
«A Menina do Mar», de Sophia de Mello Breyner Andresen


Sempre que possamos, lutemos contra essa predadora...

6 comentários:

O Réprobo disse...

Escravizêmo-la! façamos dela a auxiliar que, com um abano, nos salve do calor abrasivo do esquecimento, sem lhe permitir espalhar a revolta que comporta o vento do desgosto.
Beijo, Querida Cristina

Júlia Moura Lopes disse...

depois do comentário do Paulo, o melhor que faço, Cristina é fica muda.

beijinho aos dois e desulpem-se a minha usencia involuntária. Tenho andado adoentada.

José M. Barbosa disse...

Belíssimo não é ? A Sophia de Mello-Breyner viveu aqui e "A menina do mar" foi inspirado na vista da praia da Granja aquela de que afortunadamente, também disfruto. Como Isabel Sophia (filha) minha vizinha até há pouco tempo, outra apaixonada destas vistas.

Z.

mike disse...

Raios, Cristina... que simplicidade... :)

E eu estou pronto, de espada em punho. :)

cristina ribeiro disse...

Paulo, só posso mesmo secundá-lo no seu voto.Saudade supõe o não esquecimento...

Júlia, esperando que se encontre melhor, agradeço a sua visita, sempre compensadora...

Aquela mesma praia que vi há dias no seu blogue, José. Inspiradora, de tão linda que é!

"Sempre alerta", Mike, sem lhe dar tréguas :)

Beijos

José M. Barbosa disse...

Não tenho dúvidas de que este mundo gira em torno de afinidades.
Amanhã ponho uma foto da Granja, não da Aguda, embora esteja aqui tão perto. (mas onde é que é já ouvi isto?)

Z.