domingo, 11 de maio de 2008

Dos filhos teus

"Ó Guimarães, teu progresso, a tua vida,
É toda a nossa aspiração,
Terra bendita, ó Pátria querida,
Tens um altar dos filhos teus no coração"

14 comentários:

Joana Dalila Santos disse...

Boa semana*

cristina ribeiro disse...

Obrigada, Joana. Para si também.

Mike disse...

Oh Guimarães, estiveste muito bem.
O Benfica em quarto lugar, com a Champions a sonhar. :)
Não desfazendo, antes respeitando, essa sua paixão pela Cidade Berço. :)

Tiago Laranjeiro disse...

"A ti ó Pátria! A ti, ó Pátria,
O nosso amor, nossa vida e mocidade
Consagramos com fervor.
E salvé, salvé! Oh Ínclita cidade!"

cristina ribeiro disse...

Mike, nem imagina a festa que por lá se fez, segundo testemunhos de familiares :)

E merece todo o nosso amor, Tiago.
Salvé !

O Réprobo disse...

O Amigo Mike ANDA A PISAR TERRENO PERIGOSÍSSIMO!
Enfim, quanto à quadra, salva-se a intenção, que a métrica não tem remédio. Mais o importante é a Rosa, como a Cristina e Bécaud tanto nos lembram.
Beijo

Tiago Laranjeiro disse...

Caro Réprobo,

Não se trata de uma quadra qualquer! Trata-se do Hino da Cidade, feito expressamente para a Marcha Milaneza de 1907 (actual Marcha Gualteriana, número maior das festas da cidade, em honra de S. Gualter).

Poderá lê-lo, em versão completa, com a respectiva pauta, e até baixar uma gravação do mesmo, aqui.

cristina ribeiro disse...

Mas, Paulo, no mundo desportivo, e o Paulo sabe isso melhor do que eu, contra factos não há argumentos :)
Para cantar uma cidade que nos é querida, nada melhor que a perfeição da camélia...
Beijo

cristina ribeiro disse...

Tiago, parece-me que o Paulo, benfiquista dos quatro costados, se referia a : "O Benfica em quarto lugar, com a Champions a sonhar" :)

Tiago Laranjeiro disse...

Cara Cristina, talvez, mas aí não seria uma quadra.

Quanto à magnífica festa dos vimaranenses ontem à noite, aqui o registo, com fotografia da mesma. Não há, de facto, clube como aquele.

Mike disse...

E eu abusando de uma casa que não é minha mas que creio recolher a simpatia neste caso, direi ao caro Réprobo que, ainda sobre a intenção da quadra e o não remédio da métrica, me fez lembrar o nosso Benfica (risos). Um dia, e com tempo, explicarei porque aqui menciono nosso (mais risos).
Abraço.

cristina ribeiro disse...

Sim, senhor Mike, ficaremos à espera de saber o porquê de um assumido Sportinguista se referir ao Benfica como "o nosso" :) :)

mike disse...

Ora, Cristina, porque como Sportinguista não sei quem me dá mais alegrias... se as vitórias do meu Sporting, ou se as derrotas do Benfica (risada).

cristina ribeiro disse...

Um ponto de vista interessante, no mínimo, Mike :)