sábado, 26 de abril de 2008

Será?

Pergunto-me se "quem está à beira dos Alpes" terá, ainda, de viajar "à volta do seu quarto". Não, se por lá estiver um tempo, por pouco aproximado que seja, como o que tivemos no dia de ontem, com um céu assim, em que muitos foram os que arejaram já as vestes de Verão. Mas temos de atender ao adágio popular que diz ser fraco o Maio que não rompe uma croça .
Pelo menos, os que amanham a terra puderam começar as sementeiras da batata: já muitos se lamentavam.

5 comentários:

Mike disse...

Acho que é cedo para deitar foguetes.
Mas pronto, confesso, que se essa é a vista que tem depois de dar voltas ao quarto, então cai sobre mim um dos sete pecados mortais. Ah, inveja!

cristina ribeiro disse...

Mike, eu ressalvei que "fraco é o Maio que não rompe uma croça".
Mas convenhamos que este intervalozinho é providencial para os lavradores...

cristina ribeiro disse...

P.S.Ahah! Já me sinto melhor porque não sou só eu quem fica com inveja, ao vê-lo falar naquela livraria maravilhosa de Buenos Aires :)

O Réprobo disse...

Irra, Cristina, nem o frio do Piemonte dos meus Avós, nem a caloreira que fez ontem! Por aqui 31º!
Para quem sofre com as altas temperaturas, como este Seu criado, é o flagelo que nem a beira-mar mitiga.
Beijo

cristina ribeiro disse...

Também por aqui esteve um calor dessa grandeza, que me fez procurar a sombra, pois que também eu não me dou nada bem com ele.Mas, á hora em que escrevo, já as coisas se preparam para mudar- lá vamos nós comer as cerejas ao borralho :)
Beijo