domingo, 20 de abril de 2008

Dias de chuva


"Será chuva, será gente?"; é mesmo chuva!
Um dia para não sair de casa, acender a lareira, ler um livro (qual há-de ser?) e ouvir uns fados de Coimbra, ou a sempre boa música que a Luísa põe no Nocturno. Ao meu lado, o gato dorme, enroscado, o sono dos justos.
Esperemos que no próximo fim-de-semana esteja um tempo que nos permita ver como tudo ficou mais bonito depois desta chuva. Afinal, está quase no fim o mês das águas mil, se bem que em Maio come a velha as cerejas ao borralho...

5 comentários:

O Réprobo disse...

Querida Cristina,
e este Abril foi também "frio e molhado". Quando vi as florzinhas brancas ainda as tomei pr flocos da neve da Balada de Gil para onde remete o começo do postal, ehehehe.
Beijo

cristina ribeiro disse...

É, Paulo, em Abril já houve frio bastante para romper uma croça...
Flores de laranjeira- temo encontrar muitas delas no chão, vergastadas pelo vento.
Beijo

a voz disse...

Cristina, que agradável esta Sua Casa! Desconhecia-A.
E, claro!, vou cá voltar!
Uma Boa Semana.
Beijo.
Mário

cristina ribeiro disse...

Mário, que bom ter encontrado o caminho até aqui! Obrigada.
Boa semana.
Beijo

Luísa disse...

Minha querida Cristina, obrigada pela sua referência. Ainda bem que gosta da música. Pela minha parte, vou acompanhando, encantada, o despontar da Primavera nesse seu cantinho verde, que, apesar do mau tempo, se cobre de flores.