sexta-feira, 20 de junho de 2008

No início de um fim-de-semana

prolongado, com o céu muito azul e de sol generoso, oiço os que me rodeiam dizerem:- vou aproveitar estes quatro dias para fazer uma prainha...
Embora goste de olhar o mar, não gosto de praia; é hora de me perguntar "que vou fazer?".
Olho pela janela, e vejo que a catalpa já floriu, e tem folhas suficientes para fazer uma boa sombra. Olho depois a estante, e reparo no livro; digo-me "já sei o que vou fazer!"...

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Quando me falam de praia, também passo. Gosto de água,de nadar e fazer ski, passear num veleiro, mas fujo da areia como o Diabo da Cruz.Não tenho pachorra para ficar de papo para o ar a tisnar, estilo entrecosto no braseiro.
Boas leituras e... noite de S.João?

cristina ribeiro disse...

Não,não Carlos, também não tenho paciência para essas confusões; vou procurar a calma, mesmo :)