sexta-feira, 7 de março de 2008

Palavras do general Ramalho Eanes

"Significa esta posição que nem toda a Espanha política e civil tenha interiorizado, como se esperaria e desejaria que, como disse Heerero de Miñon, ... o monarca vitalício e hereditário está melhor colocado que qualquer magistrado electivo para ser absolutamente neutral e independente..., para estar acima de todas as segmentarizações políticas e ser o garante da continuidade e unidade nacional, indispensável, esta até para manter os militares democraticamente nos quartéis".

Palavras a reter, principalmente devido ao facto do general ter sido presidente da república. Sabe bem do que fala.

Um comentário:

Cristina Ribeiro disse...

Sinceramente não esperava tais palavras, que me surpreenderam agradavelmente...
No anunciado "Prós e Contras", intervenções como esta seriam mesmo bem-vindas, porque vem de pessoa tida como neutra, e como tal seria ouvida sem os preconceitos do costume...