segunda-feira, 10 de março de 2008

Hoje Prós e Contras, a não perder!

Esta noite, Paulo Teixeira Pinto confronta António Reis, num debate entre Monarquia e república. É um inédito na televisão portuguesa.

9 comentários:

CMF disse...

Não tarda aparece aí gente a dizer que o debate é inconstitucional.

Samuel de Paiva Pires disse...

LOL e é que não me admirava nada! Infelizmente não poderei assistir ao programa, vejo depois a repetição na RTP N, mas espero que a blogosfera se manifeste quanto ao programa!

Nuno Castelo-Branco disse...

Não me admirava nada, até porque é VERDADE! sabia que jamais foi revogada a lei de 1910-11 (?) que proíbe a pública exibição da bandeira portuguesa, esta que aqui vê no post? O mesmo se aplica ao Hino da Carta. Como é evidente, desobedeço sempre que me apetecer fazê-lo. que me prendam, adoraria ser preso político, ficava rico!

António Bastos disse...

Nunca me tinha ocorrido que o "martírio" pudesse contribuir para "granjear pecúlio", mas se o mesmo servir para restaurar as Instituições sob as quais Portugal se construiu, porque não? Além disso esse "martírio" dar-te-ia visibilidade mediática que, estou certo, usarias para atacar o "historicamente correcto" de que a nefanda república necessita para se legitimar. Sem dúvida uma hipótese a não descurar. Coragem, Nuno, o "povo" está contigo!

cristina ribeiro disse...

:)Eu vou de Guimarães aí para lhe levar cigarros à prisão, e levo comigo a temível claque do Vitória, que os põe logo no devido lugar :)
A sério: não sabia da manutenção dessa-coisa-sem-nome; canalhice?

António Bastos disse...

Cara Cristina Ribeiro,
O Nuno não fuma. Leve-lhe antes um bom farnel como o que o Capuchinho Vermelho levava à sua (dela) avó. Ou então porque não levar algumas especialidades minhotas, tudo bem regado com um bom alvarinho?

cristina ribeiro disse...

Olá António! Já não o via há muito tempo.
Está feito.Uns rojões à nossa moda e um vinho de uma quinta que os meus pais têm em Valença, que,embora não sendo alvarinho puro, tem uma boa percentagem dessa casta. Não podemos é deixá-lo sofrer sozinho por uma causa tão nobre :)

Nuno Castelo-Branco disse...

Bem, não comecem a acicatar-me com comida, porque me ponho já a fazer asneiras para ser preso. São indecentes!

cristina ribeiro disse...

Mal-agradecido:) :)