segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Nem a ginginha perdoam

Numa altura em que a ASAE parece realmente decidida a trabalhar exaustivamente em todas as frentes, deixo aqui o post intitulado "Bota Abaixo" de João Villalobos no Corta-Fitas:

"Lendo o Tomás Vasques, descubro que a ASAE apreendeu na Ginjinha do Rossio umas 18 garrafas de ginja «com elas». A ASAE não quer saber da qualidade dos shots servidos às crianças no Garage ou dos efeitos de misturas publicitadas à «malta jovem» em cartazes, como o do Martini com cerveja. Preocupa-se é com o fígado dos frequentadores daquele castiço estabelecimento. Devem ser malta nova, estes ninjas. Tivessem eles barba e um bocadinho de vida e saberiam que o prazo de validade não se aplica uma garrafa de ginjinha e, em acréscimo, que o fígado de quem por lá pára já passou há muito a fase dos paternalismos. Rapazes da ASAE: Ainda vocês comiam mioleira com ovos mexidos ofertada pela vossa mamã e já aqueles senhores trabalhavam de Sol a Sol sem outra razão de viver que não o 13 no Totobola e o copito de ginjinha ao fim do dia. O que é que vocês querem afinal, hã? Tornar-nos a todos uma cambada de suiços? Bebam mas é as 18 garrafitas e ganhem juízo. "

5 comentários:

A Vilhena disse...

Se a ASAE fosse a Madrid... fechava(m) a ASAE

Samuel de Paiva Pires disse...

Gostei do post António, e do blog, que ainda não conhecia!Um abraço

Isabel Magalhães disse...

Vinda dos caminhos da blogosfera parei aqui e gostei do que vi e li.

A respeito do post, - excelente, aliás! - depois da fruta calibrada, do leite desperdiçado pelas quotas europeias e de muito mais, agora também os da casa já não fazem milagres. Perdoai-lhes, Pai!!!

Saudações.

Samuel de Paiva Pires disse...

Obrigado Isabel, espero que continue a ler-nos e que o Estado Sentido continue do seu agrado!

Saudações

Isabel Magalhães disse...

Claro que sim. Além de estarem já nos meus favoritos vou tb criar um link no O.L.

Saudações